LEIA TAMBÉM

As ações, as estratégias e os investimentos feitos pelo Governo do Ceará para que o Estado alcançasse a redução nos principais indicadores criminais foram apresentados pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, durante o Seminário de Boas Práticas em Tecnologia da Informação Voltadas à Segurança Pública, realizado, em Brasília, nesta terça-feira (20). O evento acontece, na sede do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), até amanhã (21). Na ocasião, também foram entregues os quatro primeiros sistemas desenvolvidos pela SSPDS-CE e pela Universidade Federal do Ceará (UFC) para a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) do MJSP, que repassará as tecnologias que vêm contribuindo para os bons resultados em território cearense para as outras unidades da federação. São eles: o Sinesp Big Data, o Sinesp Geo, o Sinesp Tempo Real e o Sinesp Busca.

Os 16 meses seguidos de redução nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) no Ceará e os 17 meses, em Fortaleza, além dos 26 meses consecutivos de diminuição nos Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) no Estado, as ferramentas tecnológicas e as estratégias que já vinham sendo desenvolvidas credenciaram o Estado, por meio da SSPDS-CE, em parceria com a UFC, para desenvolver iniciativas tecnológicas de inteligência artificial no combate à criminalidade. O projeto do MJSP é coordenado nacionalmente pelo secretário André Costa; pelo superintendente de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp – órgão vinculado à SSPDS-CE), Aloísio Lira; pelos professores doutores do Departamento de Computação da UFC, Antônio Macedo e Paulo Rêgo.

Para o titular da SSPDS, André Costa, o Ceará foi reconhecido como referência em ciência e tecnologia aplicada na segurança pública e, por isso, foi aprovado para capitanear o projeto de R$ 32 milhões, que serão aplicados em quatro anos, na criação de ferramentas de inteligência artificial. “São grandes entregas. Entregas essas que o Ministério (MJSP) teve a visão de entender a importância, o papel de uniformizar e de integrar o País. De todas as iniciativas do Brasil, o Ceará foi escolhido por ser realmente onde o uso da tecnologia está mais avançado. Nós tínhamos mais entregas concretas, e somos o Estado que realmente traz com essas entregas, em seu bojo, resultados práticos na melhoria da segurança pública das pessoas”, ressaltou o secretário André Costa.

continua depois da publicidade

continue lendo

Para o diretor de Gestão e Integração de Informações (DGI) da Senasp, Wellington Clay Porcino, uma boa prática foi identificada no Ceará, por isso, as iniciativas do Estado estão servindo de base para o que vai ser repassado para o restante do País. “Identificamos também que os estados tinham interesse e estavam indo lá no Ceará conhecer. Estamos fazendo a primeira entrega hoje (19), mas temos um projeto para os próximos quatro anos. Pretendemos atingir o nível de predição (de crimes), recomendação (de ações) e prescrição”, frisou o diretor.

O superintendente da Supesp-CE, Aloísio Lira, também palestrou durante o evento, com o tema Segurança Pública Assimétrica. Já o professor da UFC, José Antônio de Macedo, falou sobre o Papel da Academia no Desenvolvimento de Soluções Tecnológicas para Segurança Pública.

Sobre os sistemas:

Sinesp Big Data: Big Data com tecnologias e soluções para execução em larga escala;
Sinesp Geo: sistema de georreferenciamento das ocorrências em relação ao tempo e o espaço em que são registradas;
Sinesp Tempo Real: acompanhamento de ocorrências em tempo real, detecção por sensores, câmeras de segurança, monitoramento inteligente;
Sinesp Busca: permite busca de informações em boletins de ocorrências de outros estados e municípios.

  • Acompanhe as ações do Governo pelo Whatsapp

O post Ceará desponta como inovador em Seminário de Boas Práticas do Ministério da Justiça apareceu primeiro em Governo do Estado do Ceará.

A informação é da Assessoria de Comunicação